segunda-feira, 8 de fevereiro de 2010

PROJETO TEATRO NA EDUCAÇÃO INFANTIL



ESTE É O PROJETO DE TEATRO QUE ESTOU IMPLEMENTANDO NA ESCOLA EM QUE TRABALHO DE EDUCAÇÃO INFANTIL DURANTE O ANO DE 2010.

PROJETO: TEATRO NA ESCOLA
Uma Educação Infantil que leva em conta o trabalho interdisciplinar e que visa o atendimento integral das necessidades da criança nesta faixa etária leva em conta as várias facetas do gênero da linguagem como forma de aprendizagem. Assim,  o registro do desenvolvimento da criança nestas áreas é de extrema relevância no direcionamento das atividades, visando  o desenvolvimento integral do aluno em seu aprendizado. 
Na Educação Infantil, o brincar (Corpo e Movimento) é parâmetro para o desenvolvimento integral da criança. Sendo assim, é por meio da brincadeira e da fantasia que a criança se apropria do mundo adulto, das regras e da complexidade sócio-cultural da sociedade a qual pertence. Sendo assim uma proposta de Educação Infantil de qualidade compreende o papel fundamental do brincar, bem como as possibilidades de compor uma proposta pedagógica que de fato promova um desenvolvimento infantil de qualidade.
Dentro desta proposta, o teatro trabalha uma linguagem que oportuniza formas de manifestação que permite que a criança utilize as diferentes formas de linguagem da sociedade como a corporal, a verbal, a plástica, a escrita, entre outras expressando suas próprias vivências e experiências de maneira mais crítica e como isso, a criança analisa e avalia o resultado de suas ações interagindo de maneira mais eficaz no meio social em que vive.
O Referencial Curricular Nacional (RECNEI) Vol. 3, documento que norteia a organização da Educação Infantil no país, na sua introdução explicita que:
O trabalho com movimento contempla a muticiplidade defunções e manifestações do ato motor, propiciando um amplo desenvolvimento de aspectos específicos da motricidade das crianças , abrangendo uma reflexão acerca das posturas corporais implicadas nas atividades cotidianas, bem como atividades voltadas para a ampliação da cultura corporal da cada criança.
Neste contexto, apresenta o movimento como uma importante dimensão do desenvolvimento e da cultura humana. Neste movimento, o teatro como uma das manifestações culturais engloba as expressões e comunicação, também também ligada ao desenvolvimento e a aprendizagem das crianças nesta faixa etária possibilitando o desenvolvimento de sua identidade e autonomia.
A M M Educação Infantil entende que a criança deve ser mediada para estabelecer e ampliar cada vez mais as relações sociais, aprendendo aos poucos articular seus interesses e pontos de vista com os demais, respeitando a diversidade e desenvolvendo atitudes de ajuda e colaboração. De acordo com esta visão entendemos uma criança que:
Desenvolve uma imagem positiva de si, atuando de forma cada vez mais independente, com confiança em suas capacidades e percepção de suas limitações;
Descobre e conhecer progressivamente seu próprio corpo, suas potencialidades e seus limites, desenvolvendo e valorizando hábitos e cuidado com a própria saúde e bem-estar;
Estabelece vínculos afetivos e de troca com adultos e seus pares, fortalecendo sua auto-estima e ampliando gradativamente suas possibilidade de comunicação e interação social;
Este trabalho pode e deve ser desenvolvido através dos vários eixos abaixo:
Hora do Conto - atividades desenvolvidas dentro do componente curricular Linguagem Oral e Escrita através de diálogos com adultos e⁄ou seus próprios pares nas diversas situações de interação social e no faz-de-conta em que estas crianças se expressão via imitação, observação, familiarização com a escrita e leitura através do manuseio e audição de livros, revistas, escuta e encenação de diversos tipos de textos.
Artes Cênicas - atividades desenvolvidas dentro do componente curricular Música em que este, compreende-se como linguagem e forma de conhecimento que estão presentes no nosso cotidiano como no rádio, TV, brincadeiras, e outras situações de interações sociais que são consideradas como produção, apreciação e reflexão e Artes – O fazer artístico, tem como um dos objetivos a exploração e reconhecimento de diferentes movimentos gestuais, visando a produção de marcas gráficas e complementando com ao trabalhos e objetos produzidos individualmente ou em grupo (Vol. 3, p.97).
Desenvolvimento da Identidade e Autonomia – na construção deste conceito a criança gradualmente, permite-se enquanto ser social a compreender-se e comunicar-se através de múltiplas formas tendo em vista a aquisiçao de seus próprios limetes corporais e isso ocorre de forma efetiva na oportinidade do trabalho com o teatro via histórias infantis entre outras;
Objetivo Específico
Explorar, ampliar, familiarizar e oportunizar a criança na construção de seu conhecimento progressivamente através do movimento plástico e estético do corpo com seus gestos, posturas e rítmos que utilizamos para nos expressar de maneira prazerosa. Com isso formar cidadãos críticos e autonòmos que participa do processo social e conscientes de seus direitos e deveres na sociedade com base no respeito mútuo.
Conteúdos
Os conteúdos irão priorizar o desenvolvimento das capacidades expressivas e estéticas, possibilitando a apropriação e interação do movimento corporal em diversas situações de aprendizagem. Isto se dará de forma gradual e expontânea com a participação em diferentes atividades envolvendo a percepção de estruturas rítmicas, controle corporal, escuta de diferentes genèros musicais, confecção de mácaras, objetos de sucatas, apoio em situações que envolvam a necessidade a argumentação de idéias e pontos de vista, experiências vividas. 
Metodologia
Vygotsky, sustenta que todo conhecimento é construído socialmente, no âmbito das relações humanas. Essa teoria, tem por base o desenvolvimento do indivíduo como resultado de um processo sócio-histórico, enfatizando o papel da linguagem e da aprendizagem nesse desenvolvimento, sendo essa teoria considerada, histórico-social. Este processo, se dá na relação com outro, nas trocas onde o professor aperfeiçoando sua prática constrói, consolida, fortalece e enriquece seu aprendizado. Por isso é importante ver a pessoa do professor valorizar o saber de sua experiência.
Neste sentido, NÓVOA (1997) afirma:
A troca de experiências e a partilha de saberes consolidam espaços de formação mútua, nos quais cada professor é chamado a desempenhar, simultaneamente, o papel de formador e de formando.
Neste sentido, o papel do professor é de fundamental importância para a criança ao iniciar a Educação infantil, esta criança está na idade de vivenciar o processo de socialização e estabelecer amizades. Sendo assim, o teatro na escola oferece uma alternativa de ensino, seja como processo para o desenvolvimento das atividades do currículo, seja como oficina de apoio das atividades curriculares.
A metodologia utilizada neste projeto contempla uma ação educativa que visa garantir segundo o (RECNEI) Vol. 3, p. 107, que a criança compreenda e contemple a diversidade da produção artística, também que haja a possibiidade do uso de diferenciados materiais que sejam manipulados e transformados. Ainda, que as trocas de experiências entre crianças sejam respeitados, inclusive nas produções individuais. Tudo isto levando em conta o prazer lúdico coo gerador so processo de produção.
Diante destes elementos, o professor deve estar atento no redimensionamento das atividades propostas quando houver necessidade.

A utilização de recursos como TV, vídeo, computadores em sala de aula, internet, visita a escolas e espaços culturais, ida ao teatro, cinema, entre outros, garante situações de aprendizagens significativas no percurso do desenvolvimento da criança.

Assim, nesta organização, estes conhecimentos são (re)pensados e (re)vistos enquanto percebimento de um aprendizl que lida com indivíduos em uma sociedade em constantes mudanças.

Durante o processo de construção deste projeto é importante afirmar que este estará em consonância com a Proposta Pedagógica da Instituição.
Sendo assim, o trabalho será dividido em várias etapas que deverão estar emm consonância entre si como:
interação dos grupos/turmas através de jogos de percepção e observação do corpo como um todo
brincadeiras, músicas de conhecimento comum a todos.
História o uso da arte de contar histórias para apresentar diversos contos .
observação de figuras humanas nas imagens.
após leitura de histórias, uso de desenhos e (re)interpretação) destas.
Jogos com música para a dança e desenvolvimento da expressão corporal, da audição e ritmo
valorização da ação artística e o respeito pela diversidade cultural.
trabalho individual e em grupo respeitando o limite e o potencial de cada um.
criação de trabalhos manuais através de pinturas, colagens, modelagens, texturas, etc.
A partir daí iniciam-se os ensaios de fala, coreografias etc.
O professor com o conhecimento do grupo como um todo, pode inferir apresentando sugestões indicando materiais, tipos de ações adequados a cada criança ou grupo.
É  essencial que este trabalho requer uma integração plena entre alunos, professores e funcionários da instituição , além de pais e comunidade, pois o desenvolvimento depende da participação de todos, pois envolvem diferenciados conteúdos cada um em seu segmento.
Para planejar cenários, fantasias, adereços, máscaras, entre outros, o desenvolvimento de oficinas entre os participantes devem ser uma constante para que sejam confeccionadas todo o material a ser utilizado.
As atividades desenvolvidas durante este período podem ser assim distribuídas:
Rodas da conversa informais e formais
Leitura de materiais variados como livros infantis, jornais, revistas, gibis, etc
Visitas à museu, teatro e cinema da cidade
Observação do meio como forma de pesquisa da cultura local e global
Confecção de cartazes, jornais, livros referente ao tema abordado
Músicas e textos com conteúdo relacionadas ao tema escolhido
Confecção das fantasias, máscaras para a apresentação da peça, musicais, etc
Linguagens cênicas: linguagem falada e escrita, expressão corporal (corpo e movimento), as expressões plásticas, visuais e sonoras na elaboração de peças teatrais
Produção de fotos, vídeo e CD
Participação dos professores em Simpósios e Seminários
Mostra Cultural com trabalhos realizados pelos alunos bimestralmente⁄semestralmente⁄ anualmente.
Seminário de teatro (julho)
Auto de Natal (Dezembro)
Avaliação
O processo de avaliação nestas áreas deve ser contínua, através de observações e registros do professor que poderá documentar os progressos do desenvolvimento dos alunos nesta área de atuação. As habilidades conquistadas como linguagem, expressão, ritmo, comunicação, improviso, entrosamento, criatividade, autonomia, respeito as regras sociais, etc, são o norte para que estes sujeitos possam agir como (trans)formadores do faz-de-conta para o mundo real.
Para que se possa avaliar efetivamente se uma criança ou grupo desenvolve-se saudavelmente deve-se pensar em um ambiente que remete a desafios em situações de interatividade podendo ser feita de forma sistemática por todos os envolvidos no processo como afirma ZAMBELLI:
professores:  através  da observação e do registro, reunião com pais, atividades confeccionadas pelos alunos.
alunos: através de produções de atividades relacionadas ao tema
pais/comunidade: através do envolvimento dos pais com relação a horários de ensaio, presença e divulgação das apresentações, reuniões, participação em oficinas e palestras realizadas na Unidade Escolar
resultados: mostras culturais, fotos, vídeos e produção do CD da peça teatral e sua apresentação .
O faz-de-conta no trabalho com a Educação Infantil segundo o RECNEI Vol. 2 (p. 31,33) manifesta-se primordialmente através da imitação. Cabe ao professor organizar situações em que ocorram interações de aprendizagem que representem personagens diferenciados possibilitando ações e reações seja no âmbito afetivo, emocional ou cognitivo
Considerações finais
Considerando que através do teatro a criança expressa-se, comunica-se e sociabiliza-se, o professor tem o importante papel que é a mediação da relação da criança com o conhecimento, assim como na constituição da sua identidade e autonomia.
As atividades com modelagem, sucatas, desenho, pintura, etc, é indispensável desde cedo, podendo ser apresentada as crianças como forma de observar, refletir, atuar sobre a sua aprendizagem. A arte de imitar está presente em tudo e cabe ao educador utilizar recursos didáticos adequados para apresentar variadas informações nos momentos certos a estas crianças.
Ao imitar pessoas de seu convívio, a criança está representando. Esta representação de seu cotidiano, se dá a partir de desenhos, conversas, dramatizações, etc. Nestes casos, o professor deve estar atento como está ou se dará o desenvolvimento das habilidades de seu aluno, sua inserção social.
No nosso dia-a-dia as formas de comunicação e expressão humana são ferramentas eficientes para planejar ações e⁄ou transformações em uma Educação Infantil de qualidade, consolidada no respeito à criança que aprende.
Neste projeto, o primordial é que a arte do teatro desenvolva amplamente na criança habilidades como a auto-estima, formulação de idéias, resolução de problemas, criticidade, etc, tudo ludicamente.
Cabe então, a todos os profissionais que atuam direta ou indiretamente com o ensino da arte, uma reflexão não somente dos processos de sala de aula, mas também do seu papel como cidadãos, protagonistas de uma história.
BIBLIOGRAFIA
1 - BRASIL. Ministério da Educação e do Desporto. Secretaria de Educação Fundamental. Referencial curricular nacional para a educação infantil, V. 3, Brasília: MEC/SEF, 1998.
2 - A CRIANÇA E O TEATRO - DE QUE CRIANÇAS FALAMOS? Maria Helena Kühner site: http://www.cbtij.org.br/arquivo_aberto/artigos.htm

10 comentários:

Leninha disse...

Amei seu blog,o que eu precisava achei sobre planejamento anual de educação infantil.Parabéns e obrigada.

CECI ALCÂNTARA disse...

OLÁ, LENINHA! DESCULPE-ME O ATRASO DA RESPOSTA, QUE BOM QUE GOSTOU DO PLANEJAMENTO.

conhecer e participar disse...

parabens quewrida adorei o conteudo do seu blog; esta perfeito. principalmente o teatro infantil.

conhecer e participar disse...

parabens amiga adorei o conteudo do seu blog. principalmente o teatro itarralnfatil

jaime disse...

Olá! Tambem trabalho com teatro-educaçao! acesse meu blog:
www.baratasdepalco.blogspot.com
meu imail: jaimejuniordt@hotmail.com

rose disse...

adorei vc sta de parabens! ajuda mto quem sta lgado na area e é apaixonado por educação infantil

Renata disse...

Interessante esse blog, estou iniciando o meu agora, nele estou colocando conteúdos sobre AS CONTRIBUIÇÕES DO TEATRO PARA A FORMAÇÃO DAS CRIANÇAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL, gosto meuito desse tema, e pretendo me aprofundar mais ainda.

renatacabralpedagoga.blogspot.com

efraym thiago disse...

Adorei o seu blog, foi de grande importancia pra mim..

magicaspirilampos disse...

Me sinto acompanhada ao ler as justificativas de seu projeto. Como anda seu trabalho, desde 2010, quando foi escrito, até hoje?

Tenho um trabalho cênico voltado especialmente para o ensino infantil e concordo com suas argumentações.

Neste momento estamos reestruturando uma peça para as crianças de 7/9 meses a 2/3 anos, agrupadas no berçário e maternal, que tem se apresentado desde fins de 2011. Este trabalho nasce da solicitação constante de orientadoras pedagógicas e tem sido muito rico e gratificante. Não tenho muito material teórico sobre este assunto (teatro especificamente para bebês). Se tiver sugestões de leitura, eu agradeço.

Se quiser dar uma olhada no nosso blog, lá temos um resumo de nosso trabalho com fotos e sinopses.

Um abraço,

Simone Viana

Simone Viana

Mágicas Pirilampos!


magicaspirilampos@gmail.com

www.magicaspirilampos.wordpress.com

Beatriz disse...

Boa Tarde!
Estou em busca de um projeto que possa realizar eventos para crianças. Trabalho na loja PBKIDS BRINQUEDOS e gostaria de poder criar uma parceria com algum projeto que possa realizar algum evento (teatro, musical etc) na loja podendo fazer a divulgação do seu trabalho também. Caso tenha interesse favor entrar em contato através do e-mail: beatrizgods@yahoo.com.br
Att;
Beatriz Godinho