sábado, 30 de outubro de 2010

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

ESTE TRABALHO FOI FEITO EM 2005 COM MAIS DUAS COLEGAS DE TURMA EM UMA ESCOLA PÚBLICA EM DUQUE DE CAXIAS.

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA BAIXADA FLUMINENSE

CURSO DE LICENCIATURA NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL E EDUCAÇÃO INFANTIL

AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

ALUNA: CECÍLIA MARIA B. DE ALCÂNTARA

1º SEMESTRE - 2005.

UNIVERSIDADE DO ESTADO DO RIO DE JANEIRO

FACULDADE DE EDUCAÇÃO DA BAIXADA FLUMINENSE

CURSO LICENCIATURA NAS SÉRIES INICIAIS DO ENSINO FUNDAMENTAL E EDUCAÇÃO INFANTIL

AVAILAÇÃO INSTITUCIONAL

Questionário realizado na Escola Municipal XXXX situada no município de Duque de Caxias, orientada pela profª Leda Machado em cumprimento da disciplina Avaliação Institucional.

1º SEMESTRE - 2005.

SUMÁRIO

1 – INTRODUÇÃO

1.2 – AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

2 – ANÁLISE DOS QUESTIONÁRIOS TABULADOS

2.1 – ALUNOS

2.2 – PROFESSORES

2.3 – FUNCIONÁRIOS TÉCNICOS-ADMINISTRATIVOS

2.4 – INSTITUIÇÃO

3 – CONSIDERAÇÕES FINAIS

4 - ANEXOS

Julho/ 2005

1 - INTRODUÇÃO

A escola está situada numa comunidade urbana, de renda média baixa, pacífica que reconhece o trabalho comprometido realizado por ela.

As ruas do bairro são asfaltadas, o comércio é farto e atende as necessidades das pessoas que residem nele.

A comunidade é servida por várias linhas de ônibus, o que facilita o acesso a seus moradores.

A energia elétrica é fornecida pela LIGHT e o abastecimento de água é feito pela CEDAE.

Encontrou-se alguns obstáculos e necessidades relacionadas à infra-estrutura física do prédio, o que é de conhecimento dos funcionários da própria escola. Dentre esses, foram citados os seguintes: necessidade de uma biblioteca; sala de multimeios, auditório para reuniões, quadra de esportes, e uma cisterna para armazenar água visto que o abastecimento é irregular.

Devido o prédio ser muito antigo, ocorrem furtos de equipamentos o que deixa os funcionários preocupados com a questão da segurança.

No que se refere aos pais e responsáveis, esses são trabalham geralmente em profissões simples, ou ¨bicos¨ que na maioria das vezes dificulta uma maior participação na rotina escolar.

As opções de lazer promovidas pela escola, oficinas, bingos, festas e passeios, são bem aceitas pala comunidade local que sempre participa, dando sugestões e emitindo opiniões.

O bairro em que a escola se localiza, fica próximo ao centro do município, onde existem cinemas, teatros, bibliotecas públicas e várias praças equipadas com brinquedos que servem como espaço de lazer.

A escola como processo transformador da sua sociedade, tem que oferecer instrumentos, buscar parcerias e ser espaço de reflexão que vise o bem comum.

Os princípios orientadores da prática nesta escola, segundo o seu PPP, visam o respeito, a cooperação, a igualdade, a fraternidade e a justiça, sempre executados num movimento dialético - ¨O educando vai conhecendo o antes não conhecido e o educador, re-conhecendo o antes sabido¨.

A nível pedagógico, a escola procura atender as particularidades de aprendizagem dos seus alunos, optando por executar projetos de reforço que acontecem fora do horário das aulas tendo por objetivo efetivar a aprendizagem de forma dinâmica e lúdica, bem como reforçar a auto-estima.

Ao escolher o tema do projeto anual, a escola, o dividiu em sub-temas bimestrais priorizando a convivência, a pesquisa e seminários executados pelos alunos, tendo o professor como incentivador e colaborador. Todos os trabalhos produzidos são socializados, culminando em exposições e apresentações para toda a comunidade.

A escola tem como objetivo principal, construir uma sociedade crítica, igualitária e justa, onde o sujeito que dela participa assuma uma postura consciente, crítica, humana e politizada. Para isso, se faz necessário apoiar a prática realizada nos seguintes valores básicos:

· O professor – è aquele que está comprometido com as mudanças e acredita que a prática pedagógica é um processo contínuo e global de ação-reflexão-ação.

· O aluno – Sujeito da sua aprendizagem, participante ativo nas decisões que dizem respeito ao projeto da escola e não apenas cliente dela.

· Escola – Instituição integrada com a comunidade, que valoriza as linguagens, os conhecimentos formais, os valores e manifestações culturais, sempre aberta à participação consciente, crítica e ativa de crianças, jovens e adultos garantindo-lhes a posse de sua cidadania na gerência e usufruto dos benefícios da sociedade.

A escola é regimentada pela Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional nº 9394/96 pelo Regimento Escolar do Município de Duque de Caxias, pelo Estatuto do Funcionalismo Público e pelo Estatuto da Criança e do Adolescente Lei nº 8069/90. É mantida com recursos públicos da Prefeitura Municipal de Duque de Caxias e recebe verba anualmente do FNDE. Busca também recursos, través de atividades festivas, que são planejadas coletivamente pelo Conselho Escolar e todo corpo docente e discente da Unidade Escolar.

Sobre o espaço físico da escola, tem-se:

· 05 salas de aula

· 01 sala de diretor

· 01 secretaria

· 01 sala de professor

· 01 sala de OP e OE (adaptada)

· 01 banheiro de professores

· 03 banheiros de alunos

· 01 sala de leitura (adaptada)

· cozinha

· despenca

· refeitório (adaptado)

· pátio coberto

· área externa


Sobre os profissionais que compõem a equipe da Escola, tem-se:

· 01 diretor

· 02 orientadores pedagógicos

· 01 orientador educacional

· 04 dirigentes de turno

· 03 assistentes de secretaria

· 02 inspetores de alunos

· 20 professores regentes

· 02 professores de sala de leitura

· 01 professor de ensino religioso

· 01 professor de projeto

Sobre os agentes de apoio escolar, tem-se:

· 03 merendeiras

· 03 serventes

· 02 porteiros

· 01 supervisor educacional

· 01 supervisor de merenda

Sobre a identificação da unidade escolar, tem-se:

Modalidade ------------------------------turnos -----------horário de funcionamento

Ciclo da alfabetização ---------------- 1º e 2º ---------- 07:00 às 11:00 h

ª e 4ª série do Ensino............................................... 11:00 às 15:00 h

.Fundamental--------------------------------- 3º ------------- 11:00 às 15:00 h


Classe de alfabetização

Ciclo l e ll, Ensino Noturno

Acelerado ------------------------------------ 4º ------------- 19:00 às 22:00 h

O número de turmas constitui-se da seguinte maneira:

· 1º ano do ciclo – 03

· 2º ano do ciclo – 04

· 3º ano do ciclo – 03

· 3ª série – 03

· 4ª série – 03

· Classe de Alfabetização – 01

· Ciclo l de Alfabetização – 02

· Ciclo ll de Alfabetização 02

A escola tem no seu quadro, um total de 768 alunos.

1.1 - AVALIAÇÃO INSTITUCIONAL

Objetivo Geral: analisar a instituição como um todo, enquanto seus aspectos administrativos e pedagógicos.

Objetivos Específicos:

· verificar a relação de teoria e prática do professor;

· perceber a concepção que o professor tem sobre o processo avaliativo;

· verificar como o aluno percebe a instituição como um todo;

· investigar como se dá à relação da avaliação para com o aluno;

· analisar os diversos espaços físicos da instituição;

· investigar como os funcionários técnicos-administrativos percebem a escola tanto no que diz respeito à sua infra-estrutura, quanto as suas relações sociais e pedagógicas;

Justificativa

O presente trabalho, tenta alcançar o projeto de avaliação institucional realizado por órgãos públicos que avaliam as escolas com a finalidade de partindo dos resultados obtidos, repensar as políticas para a educação nos aspectos infra-estruturais, administrativos e pedagógicos.

Esse trabalho especificamente é importante porque verifica quais são os mecanismos que orientam o cotidiano da escola, e ainda permite como os atores sociais que compõem a instituição, entendem esses mecanismos, e diante dessa percepção, como se fazem presentes nesse processo.

A partir desse projeto de pesquisa, podemos refletir sobre aspectos relevantes e significativos ao ensino-aprendizagem tais como a proposta pedagógica, a administração, o espaço físico da escola e as relações interpessoais.


1.2 - METODOLOGIA

Nessa pesquisa o método utilizado foi um questionário estruturado com perguntas fechadas e algumas abertas, através do qual coletarmos os dados que serão de fundamental importância para analisar os objetivos propostos.

O alvo desse trabalho foi os alunos, professores, técnico-administrativos e coordenação pedagógica do 3º turno (15:00 às 19:00 h) da referida escola. A escolha por esse grupo foi de acordo com os fatores necessários para se fazer uma avaliação fidedigna a respeito da instituição como um todo e devido à disponibilidade dos pesquisadores.

O alcance dessa pesquisa foi em média 50% da cada grupo participante, sendo em média 200 (duzentos) alunos distribuídas em 3 (três) turmas de 3ª série e de 4ª série. Particularmente, o questionário foi aplicado no horário do recreio por exigência da senhora diretora da instituição.

2 - ANÁLISE DOS QUESTIONÁRIOS TABULADOS

2.1 - QUESTIONÁRIO DOS ALUNOS

De acordo com a pesquisa realizada, foi percebido que a maioria dos alunos estudam na escola por um período de 1 a 3 anos aproximadamente.

Analisando a questão da reprovação pode-se concluir que a maioria dos alunos, são repetentes e parte deles atribuem a reprovação a falta de apoio dos professores e outros por não entenderem o conteúdo.

Quanto à percepção que os alunos tem da escola, fica visível que entendem a instituição como um lugar onde serão ajudados a ter melhores condições de vida proporcionada pela própria aprendizagem.

No que diz respeito aos processos avaliativos da escola, os alunos não estão insatisfeitos com o tipo de avaliação utilizado, mas a maioria deles acreditam ser necessárias outras formas de avaliação além de testes e provas. É possível perceber que, embora não pareça ser o exemplo de escola na rede, boa parte dos alunos, estudam a matéria dada todos os dias, não costumam deixar para estudar na véspera da avaliação. Apesar de não se abalarem tanto com testes e provas, os alunos se sentem pressionados atirar boas notas, e essa pressão parte da escola e dos pais, pois a maioria deles afirma ser punidos pelos pais se não tirar boas notas. (Não fica claro nos resultados, se os alunos são premiados de acordo com suas notas).

Os alunos têm acesso ao calendário de avaliação, e mais de 70% deles afirmam que os conteúdos trabalhados em sala de aula é a matéria cobrada nas provas.

2.2 - QUESTIONÁRIO DOS PROFESSORES

Analisando as questões propostas aos professores, é possível perceber que estes entendem que é preciso avaliar para diagnosticar, isto é, para detectar em que estágio da aprendizagem o aluno pode estar. Assim, fazendo esse diagnóstico e analisando o processo de aprendizagem, o professor percebe durante todo o trabalho se aluno será promovido ou não.

Na questão da relação que os professores estabelecem entre avaliação e o sucesso/fracasso escolar, a postura dos mesmos não ficou clara.

Quanto à avaliação proposta pelo Governo Federal, eles entendem que é um processo político. Aqui, foi unânime que todos os critérios de avaliação devem partir do próprio professor.

No que diz respeito aos funcionários da escola, a avaliação feita pelos professores, não deixa claro o desempenho dos técnico-pedagógicos e técnico-administrativos.

Os professores, em sua maioria, com números bem próximos, acreditam que a avaliação é fundamental para o processo educativo, e a maioria deles afirmam ser coerentes em relação às habilidades e competências trabalhadas; todos os professores afirmam respeitar as diferenças em suas avaliações, apenas um entrevistado, entende que às vezes é necessário estabelecer alguns critérios.

Existe uma contradição explícita no resultado de duas questões: eles consideram o processo avaliativo como forma de verificar o rendimento do aluno nos aspectos cognitivos, afetivos e psicomotor, e, para isso eles usam os relatórios descritivos, porém ao mesmo tempo, afirmam que o aluno não é o único ator do processo avaliativo.

A maior parte dos professores utiliza algum teórico para fundamentar sua própria prática pedagógica, os mais citados foram Emília Ferreiro, Vigotsky, Paulo Freire, Frenet. Outros professores responderam que não se fundamentam em nenhum teórico, pois usam vários.

2.3 - QUESTIONÁRIO TÉCNICO-ADMINISTRATIVO

No que diz respeito aos funcionários acima citados, estes entendem que a escola é um lugar para formar pessoas.

Todos os funcionários afirmam que as decisões são tomadas no coletivo, mas nas observações, não alcançam essa suposta realidade, pelo contrário, foi fato percebido que as decisões são tomadas arbritariamente por uma única pessoa e esta coloca em situação de constrangimento quem tentar desacata-la.

A equipe pedagógica não demonstrou um posicionamento em relação aos alunos que estão aprendendo.

Todos os funcionários acreditam que os alunos são provenientes de classes com baixa renda, e entendem que o trabalho realizado pelos professores deixa claro o compromisso com a escola. Os funcionários também afirmam que à relação deles com os alunos é ótima, já com os demais funcionários, contata-se incerteza, pois, a metade considera ser uma essa ótima relação e a outra parte, muito boa.

Sobre o PPP da escola, um dos funcionários afirma não ter participado da elaboração deste. Ainda assim, a maioria entende que as condições de trabalho na escola são muito boas e que existe diálogo entre funcionários e professores de apoio. A maioria dos funcionários entende que as condições sociais interferem na aprendizagem, e que o desempenho da equipe pedagógica é ótima. Todos concordam com a metodologia de ensino-aprendizagem da escola, e acreditam que a melhor maneira de avaliar é através de notas. Também a maioria afirma que a participação dos alunos nas atividades extraclasse é ótima.

2.4 - QUESTIONÁRIO DA INSTITUIÇÃO

As análises mostram discrepâncias, entre elas estão: as condições de trabalho são ótimas, porém o espaço físico da escola é insuficiente, as salas de aulas estão em bom estado e o refeitório regular, pois o espaço é pequeno e sem ventilação localizando-se basicamente em um corredor entre a sala dos professores, a sala da OP, a sala da diretora e a cozinha.

A equipe define-se como democrática, afirmando que a relação entre a escola e a comunidade é ótima.

A escola tem uma proposta pedagógica bem definida, e cada um entende seu papel na unidade, não existindo carência de profissionais no seu quadro. Também entendem que as condições sociais interferem no processo ensino-aprendizagem. Todos da equipe promovem e participam dos encontros periódicos.

O objetivo do PPP é realizar uma integração entre comunidade e escola.

Foi possível perceber mais contradições no questionamento, os resultados mostram que às vezes a avaliação revela falhas no sistema educativo, porém, o índice de retenção e evasão não aponta para a deficiência do sistema avaliativo.

O corpo docente participa da elaboração de propostas avaliativas diferenciadas. Quanto à coerência entre as normas de avaliação e a metodologia preconizada, não se pode chegar a uma conclusão, nem mesmo deliberação, pois dentre os três entrevistados, um acha que não, um acha que às vezes e o outro não respondeu.

A maioria avalia a participação dos professores como muito boa e também são avaliados.

3 – CONCLUSÃO

É certo que ainda teríamos muitas coisas a verificar no campo onde foi realizada essa pesquisa, porém esse aperfeiçoamento, não foi possível tanto por problemas existentes para a entrada na escola para a realização dessa avaliação, quanto pelo tempo proposto para a realização do trabalho que se vai de encontro com o tempo dos pesquisadores.

Mesmo com problemas de tempo, pode-se observar fatos que permitem algumas considerações em relação ao espaço físico da instituição e a relação entre seus funcionários. Embora fosse construído para ser uma escola, o prédio é pequeno e mal dividido. O refeitório só pode acomodar em média trinta (30) crianças, o recreio dura apenas quinze (15) minutos, e nesse momento o pátio, também muito pequeno, está com duas (2) turmas que tem no máximo oitenta (80) crianças, isto leva a crer que, provavelmente, mais de 50% das crianças não conseguem lanchar com certo conforto.

Quanto o trabalho dos professores, pode-se perceber uma certa fragilidade para articular teria e prática, pois afirmam respeitar as diferenças na realização dos processos avaliativos, mas nenhum deles adota o portifólio como meio de avaliar. Se a avaliação serve para diagnosticar, como poderiam estar usando apenas notas e relatórios descritivos? Como analisam a progressão num processo gradativo que pode ser detectado nos portifólios? Logo, fica clara mais contradição em suas respostas, seja por falta de tempo para responder o questionário, pois não fizeram uma reflexão à cerca de seu significado, seja por coerência teórica para elaborar sua prática pedagógica.

Os alunos se sentem pressionados diante do processo avaliativo, essa pressão parte de casa e da escola. De um modo geral, as provas e testes não apavoram essas crianças, mas eles acreditam deveria ter outros tipos de avaliação além desses métodos convencionais. Esses educandos depositam muita esperança na sua escola, pois percebem nesta instituição, um lugar que lhes proporciona uma chance de aprender. Em contra partida, professores e funcionários, não podem responder as expectativas, uma vez que devido a sua formação em aspectos pessoais e profissionais não firmaram um compromisso com alunos e escolas. Quando poderiam estar dedicando atenção à elaboração de metodologias para melhorar sua prática e as possibilidades de ensino-aprendizagem de seus alunos, estão sentadas nas salas dos professores e administração (que compartilham da mesma cultura da omissão) fazendo as unhas cuja manicura também é funcionárias da escola, como se fosse aquele um espaço de salão de estética.

Assim, encontramos coerência e quase que unanimidade em uma questão presente, exceto, no questionário para alunos: Relação entre e comunidade, entre os funcionários da escola é sempre ótima, no mínimo, muito boa. E não poderia ser diferente, daquele espaço como extensão de suas próprias casas, ao invés de contribuir na construção de uma instituição que cumpra com sua verdadeira função social, que é o papel de educar para formar cidadãos plenos.

ANEXOS

QUESTIONÁRIO PARA INSTITUIÇÃO

1) COMO É O ESPAÇO FÍSICO DE SUA INSTITUIÇÃO?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

2) COMO SÃO AS CONDIÇÕES GERAIS DAS SALAS DE AULA?

( ) ÓTMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

3) COMO É O REFEITÓRIO DA ESCOLA?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

4) DE QUE FORMA A BIBLIOTECA ATENDE A DEMANDA DE ALUNOS?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

5) O ACERVO DA BIBLIOTECA É SUFICIENTE PARA A REALIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

6) QUAL O NÍVEL DE CORRESPONDÊNCIA ENTRE O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E A PROPOSTA CURRICULAR?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

7) DE QUE FORMA OS ALUNOS ATENDEM A PROPOSTA AVALIATIVA DA ESCOLA?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

8) COMO VOCÊ AVALIA O DESEMPENHO DOS PROFESSORES?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

9) QUAL O IMPACTO CAUSADO PELA CAPACITAÇÃO NO DESEMPENHO DOS PROFESSORES?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

10) COMO É A RELAÇÃO ENTRE A ESCOLA E A COMUNIDADE?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

11) COMO É A RELAÇÃO ENTRE OS FUNCIONÃRIOS DA ESCOLA?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

12) CASO ESSA ESCOLA TENHA O PPP (PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO),JUSTIFIQUE A PARTICIPAÇÃO DOS ATORES ENVOLVIDOS NESSE PROCESSO?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

QUESTIONÁRIO PARA OS PROFESSORES

1) COMO É O ESPAÇO FÍSICO DE SUA INSTITUIÇÃO?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

2) COMO SÃO AS CONDIÇÕES GERAIS DAS SALAS DE AULA?

( ) ÓTMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

3) COMO É O REFEITÓRIO DA ESCOLA?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

4) DE QUE FORMA A BIBLIOTECA ATENDE A DEMANDA DE ALUNOS?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

5) O ACERVO DA BIBLIOTECA É SUFICIENTE PARA A REALIZAÇÃO DO TRABALHO PEDAGÓGICO?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

6) QUAL O NÍVEL DE CORRESPONDÊNCIA ENTRE O CONTEÚDO PROGRAMÁTICO E A PROPOSTA CURRICULAR?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

7) DE QUE FORMA OS ALUNOS ATENDEM A PROPOSTA AVALIATIVA DA ESCOLA?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

8) COMO É A SUA RELAÇÃO COM OS ALUNOS?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

9) QUAL É O IMPACTO CAUSADO PELA CAPACITAÇÃO NO SEU

DESEMPENHO?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

10) COMO É A RELAÇÃO ENTRE A ESCOLA E A COMUNIDADE?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

11) COMO É A RELAÇÃO ENTRE OS FUNCIONÃRIOS DA ESCOLA?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

12) CASO ESSA ESCOLA TENHA O PPP (PROJETO POLÍTICO PEDAGÓ-

GICO), JUSTIFIQUE A PARTICIPAÇÃO DOS ATORES ENVOLVIDOS NESSE PROCESSO?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

13) COMO É A PARTICIPAÇÃO DOS ALUNOS NAS ATIVIDADES PROPOSTAS?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

QUESTIONÁRIO PARA OS FUNCIONÁRIOS

1) COMO É O ESPAÇO FÍSICO DE SUA INSTITUIÇÃO?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

2) COMO SÃO AS CONDIÇÕES GERAIS DAS SALAS DE AULA?

( ) ÓTMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

3)COMO É O REFEITÓRIO DA ESCOLA?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

4) COMO É A RELAÇÃO ENTRE A ESCOLA E A COMUNIDADE?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

5)COMO É A RELAÇÃO ENTRE OS FUNCIONÁRIOS DA ESCOLA?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

6) CASO ESSA ESCOLA TENHA O PPP (PROJETO POLÍTICO PEDAGÓGICO)

JUSTIFIQUE A PARTICIPAÇÃO DOS ATORES ENVOLVIDOS NESSE PR

PROCESSO?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

8) COMO É A RELAÇÃO ENTRE OS FUNCIONÁRIOS E OS ALUNOS DA INSTITUIÇÃO?

( ) ÓTIMO ( ) REGULAR ( ) MUITO BOM ( ) BOM ( ) INSUFICIENTE

Um comentário:

Francis Teles disse...

Importante blog, achei um pouco que estava procurando sobre avaliação institucional, muito grata. Francis